rererrMalícia – perigo mortal!

 

   A malícia matará o homem (Salmo 34.21).

 

                Encontramos inúmeras vezes na Palavra de Deus, advertências sobre a malícia.

 

A malícia é um espírito que conduz à destruição. Mentes maliciosas são mentes dominadas pelo diabo, capazes de imaginar, deduzir, fantasiar e criar as mais diversas situações. O Livro de Jó 15.35 diz: Concebem a malícia, e dão a luz a iniquidade e o seu ventre gera engano.

 

                A Bíblia diz que quando alguém concebe a malícia, este alguém dará luz à iniquidade e dentro dele só haverá engano. Como está escrito, o ventre gera engano. É assim que muitas pessoas geram desgraça para a própria vida.

 

O malicioso não tem temor: ele é julgador e capaz de imaginar e fazer tudo aquilo que Deus abomina e pensa que todos são capazes dos mesmos atos.

 

Quem mente julga que todos mentem; quem engana julga que todos enganam; quem é falso, encontra falsidade em tudo. Para o malicioso há sempre algo a mais; como dentro dele há sempre algo voltado para a maledicência, enxerga maledicência em tudo. Para os puros todas as coisas são puras; mas, para os impuros, nada é puro (Tito 1.15).

 

                Muitos cristãos têm a mente corrompida, são deformados espiritualmente, pois agiram tantas vezes contra a própria consciência que ela foi cauterizada. A maior perda do ser humano é a perda do temor a Deus. Um temor reverencial é fundamental para a saúde espiritual de todo cristão, onde muitos são derrotados porque, espiritualmente, são derrotados.

 

                Uma pessoa pode ter tudo para ser vitoriosa, mas, se ela for dominada por sentimentos miseráveis, pouca ou nenhuma evolução haverá na vida dela. Deus não está em busca dos capazes, mas sim, dos tementes. Você pode ter muitas qualidades e talentos humanamente, mas, se faltar o caráter de Deus, com certeza, você já fracassou.

 

                A malícia tem destruído a vida de muita gente! Medite em 1 Pedro 2.1; nele  há um conselho importantíssimo: Livre-se de toda malícia e de todo engano, e fingimentos – hipocrisia – , invejas, e de todas as murmurações – de toda espécie de maledicência .

"Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Eis que farei uma coisa nova! Ela já esta surgindo! Vocês não a reconhecem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo."

Isaías 43.18-19